Perdemos nosso perfil do Instagram


Sim, nós perdemos nossa conta do Instagram. 

Nosso humilde perfil com cerca de 3 mil seguidores conquistados depois de muito esforço, inúmeras tentativas de posts, fotos e stories desapareceu. Literalmente.

Não, não fomos hackeadas, não invadiram nosso perfil, não sofremos um golpe. O único golpe aqui foi da insensatez de não ler as letrinhas pequenas dos formulários da vida. Vou contar detalhadamente como tudo aconteceu.

Estávamos explorando nosso perfil em busca de entender melhor nosso público. São muitos botões e abas que o perfil de empresa no Instagram proporciona e confesso que para a gente, esse tanto de informação é um pouco confuso. Têm abas de insights, configurações, painel profissional e tantos outros, até que Josi clicou em informações pessoais, que é uma página que contém e-mail, número de celular, gênero e data de nascimento. E naquele momento, para ela, pareceu uma ótima ideia colocar a data de criação da empresa ao invés da data de aniversário. No mesmo segundo em que ela trocou o ano de 1987 para 2015 perdemos acesso ao nosso perfil. Simples assim. Sem um botão de confirmação, sem um ok, sem confirmar se era um robô, nada disso. O único aviso, em letras pequenas acima das informações era que independente do perfil ser de empresa, animais de estimação ou outra coisa, as informações ali deveriam ser da pessoa física.

Tela de bloqueio do instagram alegando que o dono tem perfil para maior de 13 anos                  

 

Apesar do choque, e de estarmos com a conta bloqueada por hora. Tava escrito ali que tínhamos direito ao recurso, que bastava mandar os documentos provando que a conta era de uma pessoa maior de 13 anos. Também estava escrito que caso não fosse enviado a conta seria desativada em 30 dias. Tudo certo, nós temos muito mais anos que 13. Enviamos a foto da carteira de motorista digital e estávamos seguras de que no dia seguinte, ou no máximo em alguns poucos dias teríamos nosso instagram de volta. Mas não aconteceu. E infelizmente, o Instagram não possui um atendimento, um chat, e-mail, telefone. Você simplesmente não consegue nenhum tipo de contato para tentar resolver seu problema. No decorrer dos dias, enviamos novamente a documentação e finalmente recebemos um e-mail de que eles haviam recebido o recurso. Criamos uma falsa expectativa de que finalmente tudo se resolveria. Enfim, os 30 dias se passaram, a conta sumiu definitivamente. E nós, um pequeno grão na infinidade de perfis nessa rede perdemos um pouco da nossa história junto com o perfil que se foi. 

 Durante esse tempo de agonia pesquisamos na internet por relatos de pessoas que tinham passado por algo semelhante e não encontrei, por isso senti que seria importante escrever aqui sobre isso. No momento que estou escrevendo esse texto faz exatamente 55 dias que o perfil foi bloqueado. Temos uma pequena esperança de que em algum momento ele volte, mas por ora, criamos um novo perfil e começamos tudo de novo.

A reflexão que fica é sobre como empresas e pessoas dependem exclusivamente de uma rede social. O Instagram não tem compromisso nenhum com você. Se eles deletarem sua conta, mesmo que por engano momentâneo, esse é um problema seu. É importante manter nossos contatos para além das redes sociais, ter um site informativo, gerar conteúdo com seu domínio e criar uma comunidade além do universo tão sedutor do Instagram. E essa foi a motivação de eu ter tirado o projeto do blog do papel. A partir de agora espero compartilhar não só as derrotas mas também informações e um pouco da nossa trajetória empreendedora. Sejam bem-vindos! :)

Jô Machado